Etiquetado com " amamentação"
6.setembro.2011 - Dia a dia    4 Comentários

Depois dos 6 meses…

por Mamãe

Depois que o Lucas completou 6 meses, passamos a incluir na rotina dele algo além da amamentação. Primeiro foi o suco, dias depois as papinhas de frutas, depois a papinha salgada no almoço e com 7 meses a papinha salgada no jantar. Com isso os horários da rotina dele também foram alterados. Hoje está mais ou menos assim:

07:30 – Mamada

10:00 – Suco

12:00 – Almoço e banho

14:30 – Mamada

17:00 – Papinha de frutas

19:00 – Jantar

22:00 – Mamada

No meio tempo entre uma refeição e outra o Lucas brinca e tira sonequinhas de uns 30 minutos.

Esperamos este mês tirar a mamada da tarde. PG tem medo de mais tarde ser mais difícil o Lucas se desapegar do peito, rs. Mas pretendo amamentar até ele completar 1 ano.

Em outro post vou detalhar melhor o que já li sobre alimentos que podemos ou não oferecer para os menores de 1 ano. Também pretendo terminar o arquivo pdf do caderninho de receitas do Lucas e disponibilizar aqui.

Obs.:  Quando estamos amamentando sonhamos com a “liberdade” que vamos ter quando o bebê completar 6 meses (ou 4 meses para as mamães que voltam antes ao trabalho). Só que esse negócio de esterilizar, lavar, ralar, picar, cozinhar com pouco sal e tal… dá um trabalhão viu?!

8.agosto.2011 - Compartilhando    1 Comentário

É verdade?

por Mamãe

Esses dias o Lucas sofreu com cólicas e acho que por “culpa” minha. Agora que ele está mais independente (mamando menos e comendo papinha, bebendo suco e tal) andei me desligando da “dieta” da amamentação. Me joguei no chocolate (e seus derivados) e na Coca Cola.

Desde que descobri a gravidez tenho procurado me cuidar. Busquei a ajuda de uma nutricionista amiga-afilhada, que montou uma dieta para a gestação. Tudo para o Lucas nascer forte e saudável e para que os 9 meses corressem bem. Ok! Continue lendo »

7.julho.2011 - Coisas de vó    4 Comentários

Será fome?

por Mamãe

Vó é tudo igual mesmo, rs. Por exemplo, minha mãe não pode ver/ouvir o Lucas resmungando ou chorando que logo fala: “Tadinho, ele tá com fome. Dá o peito, minha filha!”. Não importa se eu acabei de amamentá-lo que ela fala sempre a mesma coisa.

Mas choro de bebê não quer dizer apenas fome. Existem vários outros motivos (até mesmo manha). Só que antigamente o povo “curava” choro com peito. Agora eu entendo porque ela reclamava que eu não deixava eles dormirem quando bebê, rs. Continue lendo »